Pensamentos-da-vida

Como ter clareza sobre o que realmente quero para minha vida – livro rumo ao lugar desejado

Ensinamentos do livro – Rumo ao lugar desejado do Tiago Brunet

Certa vez eu estava navegando pela internet, e parei para assistir alguns vídeos do Pastor Tiago Brunet.

Sinceramente cliquei sem esperar muito a respeito, apenas cliquei e comecei a escutar atentamente a mensagem no qual ele estava passando. Me surpreendi, realmente muitas coisas que ele falava disparava gatilhos em mim que me fez ter um novo olhar, nova perspectiva da vida.

O primeiro vídeo que eu assisti dele foi um vídeo muito famoso no canal, que se chama: “A dor te dá um destino” foi um vídeo que de fato mudou muitos rumos que eu estava tomando na minha vida.

Se quiser assistir um pouco do vídeo, recomendo:

Depois de alguns e muitos vídeos eu literalmente maratonei no canal do Tiago Brunet, ele segue uma linha de pensamento que eu gosto muito, toda uma questão cristã misturada com organização mental, todo meu processo de reconstrução que eu tive comigo mesma.

Além das terapias que me ajudaram muito começar a assistir e ler os livros do Tiago também me ajudou no desenvolvimento, afinal ler te liberta de muitas prisões internas.

É engraçado como um livro, um vídeo, ou até mesmo um podcast faz você se tornar outra pessoa, simplesmente é disparado um gatilho dentro do seu cérebro e parece que a chave é virada e tudo na sua vida é destravado como um cadeado se quebrando.

Então, como quem não quer nada comprei um livro dele chamado RUMO AO LUGAR DESEJADO, comecei a todos os dias ler algumas páginas e devorei o livro. Lembrando que, eu particularmente gosto de alguns pontos espirituais, então por conta disso que estou citando o Tiago é mais uma questão de gosto mesmo.

Entrando no processo – 1º Lição do Livro

Sabe quando você está em um período que parece que tem uma trava na sua mente, que nada flui, você dorme, acorda, e nada flui? Aí ouve as pessoas falando que é preciso descansar e que no outro dia vai ficar tudo bem? Ai novamente dorme, acorda e de novo nada simplesmente flui.

Por mais que queremos atravessar as coisas e chegar logo no lugar desejado muitas vezes na verdade queremos apenas aprovação do amigo, do pai, da mãe, da família mostrar a eles que sim vencemos, e ter a admiração de todos.

Mas não tem jeito, não tem como fugir do processo, é nesse processo que evoluímos precisamos dessa evolução se não evoluirmos como pessoa que sentido tem? E quem quer pagar o preço de passar pelo processo? É como se você tivesse que entrar em um deserto e uma pessoa falasse:

– Olha você tem que atravessar esse deserto todinho e lá no final quando conseguir atravessar encontrará um pote cheio de ouro.

Ok, ótimo você vai animado no começo pensando que vai ser algo rápido, mas esquece que no meio do caminho tem muuitasss coisas que você terá que enfrentar, pode ser que sim o processo nem seja tão longo, mas para quem está em um processo parece simplesmente uma eternidade, por isso é preciso persistir e não parar.

Como sempre cito em alguns artigos meus falando a respeito de que existe um processo a ser seguido, parece até mesmo cansativo mas faz toda a diferença quando respeitamos isso. E o livro fala muito disso.

Precisamos de uma organiação mental.

No meio do caminho a primeira coisa que você vai ter que enfrentar são seus medos.

Medo de não chegar;

Medo do amanhã;

Medo de não dar certo;

Medo de algo que simplesmente não existe, é na sua cabeça;

Ou seja, não é só um medo, são diversos tipos de medos – isso vai virando uma bola de neve e te acorrentando cada vez que você anda, quando for ver está preso nos seus pensamentos de medos e não consegue andar.

No caminho vai encontrar muitas coisas, mas a coisa mais difícil de se enfrentar é ter que lidar consigo mesmo, pois temos os dois lados da moeda de nós mesmo, tudo mundo tem seus dois lados e parece que o nosso cérebro ama ir para o lado negativo, aí o que você tem que fazer? Reprogramar ele para conseguir novamente seguir em frente.

Quando estava em um “emaranhado” de sentimentos que virou simplesmente um enrosco, sabe aquelas linhas de pipa? Que fica toda embolada, tem que ir desenrolando pedacinho por pedacinho até ela todinha estar novamente no estado original?

A primeira coisa que eu tive que fazer é desenrolar todinha a minha vida, parte por parte, ir desenrolando todos os nós que eu fiz, pedacinho por pecadinho.

Quando eu entrei nesse processo de ir ajustando cada nó para voltar ao estado normal, demorou um bocado até que deu certo, tive que dar uma pausa nessa caminhada e começar a entender o que estava acontecendo dentro de mim por ter aquele turbilhão de sentimentos todos bagunçados e como toda pessoa intensa sabe do que estou falando.

A pessoa que é intensa não é intensa apenas no amor – é intensa em absolutamente tudo, desde as palavras até uma pequena arte que você for fazer, tudo tem uma intensidade e isso leva para o outro lado também que quando sofremos, sofremos intensamente também.

No entanto, a organização dentro de si é necessária, é preciso. Parece que se você não está organizado dentro de si mesmo – principalmente mentalmente nada acontece, você não consegue raciocinar direito, assimilar direito nada na sua vida.

É como se estivesse diante de uma porta destrancada e só basta abrir, mas nem isso você consegue quando está desorganizado mentalmente.

Foi exatamente isso que o livro me ajudou pegou em alguns pontos que eu gosto muito que foi ter essa organização mental, entender as suas emoções, assim você vai ter clareza para onde estará indo é preciso saber também para onde você está indo, simplesmente ir por ir não faz sentido, é preciso ter sentido das coisas.

Um dia conversando com uma amiga ela me contando as suas angústias mentais, profissionais, e coisas do tipo ela tinha muita vontade de voltar para a faculdade mas estava tão desorganizada mentalmente que eu falei para ela:

– Por que primeiro você não faz terapia? Pelo menos assim vai organizar seu estado mental terá mais paciência de estudar, e não vai ficar correndo desesperada só para ter a aprovação das pessoas vai para acalmar primeiro o seu interior.

Talvez os estudos ajudariam ela também na parte de distrair a mente dela e se ocupar com algo eu até concordo com isso, mas e a outra parte? E a saúde mental toda desorganizada fica onde? Ela poderia até se distrair, fazer novas amizades, mas sempre vai estar em busca de algo que não faz sentido, sempre vai bater aquele vazio dentro de si que nem ela mesmo entendi do real motivo tem tais atitudes, algumas coisas dentro de nós está muito além.

Então quando você tem essa organização mental nas principais áreas de nossa vida, é mais fácil ter a clareza dos problemas e resolve-los.

O que mais aprendi lendo esse livro é adquirir o conhecimento, entender seus sentimentos, seus limites, se escutar é preciso e escutar seus pensamentos. Depois que eu comecei a ler fui me libertando de muitas coisas. E tive a certeza que realmente o conhecimento liberta e passa a ter mais confiança.

Algumas citações que ele faz no livro que é muito pertinente…

[…] Pensar antes de reagir, refletir antes de tomar decisões, enfim, isso nada mais é do que assumir o controle de sua vida.

“Muitos sonhos, objetivos e muitas coisas são frustados pelas emoções. Desistimos quando deveriamos avançar. Avançamos quando deveriamos buscar conselho para o próximo passo e odiamos quando deveriamos compreender e amar. Não nos colocamos no lugar do outro e julgamos; não dúvidamos de nossos conceitos e preconceitos. Quandos somos criticados, ficamos enfurecidos, pois não sabemos que a crítica é como num assalto: melhor não reagir”…

Citação do livro : Rumo ao lugar desejado – Tiago Brunet

Clareza dentro da mente visualizar além do horizonte…

Como já dizia a música do Skank “além do horizonte existe um lugar, bonito e tranquilo”…

Quando sua mente consegue visualizar com clareza o desejo que você quer mesmo de coração, aos poucos os caminhos começam a se abrir. Lógico que, o caminho se abre quando caminhamos, fazemos coisas diferente tipo se organizar dentro de si mesmo e colocar em prática aquilo que queremos de verdade.

Mesmo que você ainda não consegue identificar o que realmente quer, simplesmente caminhe não espere, caminhe que no caminho a vida vai te mostrando para onde deve ir sem perder a sua essência de verdade.

Sempre além do horizonte tem algo nos esperando, quando temos sonhos dentro de nós é o que nos encoraja também. Visualize seu destino sem medo e certamente tudo que você vibrar e caminhar vai se realizar.

Alinhando o nosso propósito com a mente e o coração.

Quando comecei a ler página por página, dia após dia o livro do Tiago Brunet fui em paralelo me organizando e visualizando tudo que eu realmente quero para mim, ainda falta um pouco (muito) para alcançar o que realmente meu coração quer, no entanto o importante é caminhar.

O livro me fez ver que quando estamos alinhados ao nosso destino parece que o céu se abre, demorei mais ou menos 3 anos para estar alinhada ao que realmente quero para mim, mesmo ainda estou no processo falta alguns pontos rs.

Mas o que eu quero dizer é, a questão de estar alinhado a sua mente e seu coração para não ter aquele desequilíbrio entre a razão e a emoção.

De qualquer forma, eu sempre comento do canal no YouTube do Tiago Brunet para todas as pessoas. Por mais que ele seja Pastor ele fala muito a respeito de educação financeira, como você pode ter inteligência emocional, como saber lidar com o outro, ter esse contato com a espiritualidade (para quem gosta e acredita).

Gosto muito da abordagem dele, ajuda na questão emocional que é o que nos move, é o que nos limita, ou nos faz ir além e alcançar coisas grandes que nem nós mesmo cogitamos em receber.

O livro rumo ao lugar desejado é ótimo para quem quer começar a praticar a inteligência emocional e a entender cada área da sua vida que precisa ser exercitado para melhorar.

Ver as pessoas evoluindo mentalmente, crescendo, se libertando de coisas ruins que infelizmente acontece, são coisas da vida. Todavia, é preciso apenas ir adiante e sempre querer o melhor para si e tentar sair daquilo que te faz mal.

Aquilo te faz mal não deve ficar, deve ir embora. Quando vejo amigos, pessoas no geral evoluindo e querendo ir de encontro ao seu sonho é o que me inspira e fico feliz.

E se ainda não chegou seu momento, tudo bem, cada um tem seu tempo, faça no seu tempo com calma, respire fundo e sempre entre em uma reflexão sobre sua vida e o que você precisa fazer para melhor.

Leia mais artigos...

Uma musiquinha para semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share on pinterest
Share on linkedin
Mikaella Narriman

Mikaella Narriman

Esse blog é escrito com muito amor pela Mikaella Narriman, uma garota amante de escrita, e fascinada por Histórias - Colecionadora de Histórias de pessoas que conhece aleatóriamente por ai.
Ama escrever cartas para pessoas se sentirem especiais, espalhar amor e a sua flor favorita é Rosa branca.
Tem um amor verdadeiro desde pequenininha por praias e coleciona conchas. Sonha ainda velejar por mares abertos e é com certeza uma é geminiana!